Viena, a encantadora cidade austríaca

Quando se fala em Europa, Viena habita o nosso imaginário. E com toda a razão!

Ópera de Viena

Sinônimo de música clássica, arquitetura e história, a Áustria é um país que merece ser conhecido. Viena até hoje destaca o passado glorioso de seus impérios, especialmente a figura de Franz Joseph, Sissi, sua famosa consorte, e em epocas mais remotas, a matriarca, rainha de mão forte,  Maria Theresa que tornou-se chefe do clã Habsburgo-Lorena uma mulher realmente forte,que governou com mais de ferro e que conta muito sobre a história da Europa.

Palácio Imperial de Hofburg
Palácio Imperial de Hofburg

Logo, para quem gosta de História, visitar Viena é um prazer, é como juntar peças do quebra cabeça do império austro húngaro, e, avançando no tempo, ver ali os nuances que deram inicio a primeira guerra, no papel de desencadeadora e aliada alemã (deixando a Alemanha em maus pedaços…) e, depois, sua participação na segunda guerra, desta feita como alvo (um dos) da ira do regime de Hitler.

Museu MUMOK
Museu MUMOK

Enfim, vale a visita. De modo geral, o povo austríaco é “diferente” do alemão, mais distante da plebe turista… mas , de repente é porque era inverno, não é? Inverno afugenta simpatias…rs
Mas vamos lá! Lugares imperdíveis sugeridos para um roteiro em Viena:
Ficamos por la 5 dias. Acho que menos que isso pode comprometer a visita… se gasta tempo para visitar um palácio como o da Sissi e o Schonbrum…

–  Palácio de Hofburg: no centro onde em um único passeio se conhece o palácio de Hofburg, um complexo de belíssima arquitetura reúne museu e palácio, por si só uma atração e tanto! Em seu complexo arquitetônico encontra-se o Museu de Sissi

Palácio da Sissi: vale a pena visitar!! Ainda que seja para se ter dimensão da riqueza do dia a dia da família imperial nos tempos de Franz Joseph (a prataria e a louça é são um escândalo de tão lindas e requintadas, ate forma de bolo em vários “formatos de coroas” havia naquela e poca, é surreal as “frescuras” e o glamour do império austríaco que ali se retrata! E o povo, ó…. rsrsrs. Alem disso se tem ali ideia da personalidade perturbada da Sissi: atente para um quarto todo deprê, onde retratam a rainha num balanço no teto…credo!

Palácio Schönbrunn: é um espetáculo, desde a chegada. Imenso e é o palácio que fala mais da Maria Teresa, por ser sua residência de verão, mostrando a força do império sob seu cetro. Também vale a visita, apesar de termos escolhido uma ala (mais barata, todo o complexo era bem caro também) onde havia poucos aposentos abertos ao público, quando vc pensa que está no meio, está no fim…!

Maria-Theresien-Platz (Viena): uma praça belíssima, rodeada de palácio e outros museus (como o Kunsthistorisches e o  Naturhistorisches)

Naturhistorisches Museum: é o Museu de Historia natural, fabuloso,  vale muito a pena entrar, um dos melhores e maiores de Historia natural que ja visitamos.
Seu entorno rende fotos de cartão postal, alias, de tão lindo que é!

Palácio Belvedere – É muito grande, e sua parte externa muito bonita…. não entramos (achamos bem caro 23 euros….) mas vale demais a visita a parte externa do Palácio e aos jardins, que sao abertos ao público.

Cervejaria Salm Braum: na saída do Belvedere, e uma ótima cervejaria, não deixe de passar la ainda que seja para experimentar uma de suas excelentes cervejas, ali produzidas. e praticamente nos fundos da saída do Belvedere!

Museu Albertina: no caminho para o Hasburg tem esse museu com uma escadaria pintada de forma incrível. Não tivemos tempo de entrar, mas vale subir as escadas e conhecer o prédio do Albertina!

Museums Quartier: onde os museus ficam centralizados, tendo dois museus lado a lado que chamam a atenção, um deles o MUMOK, com uma arquitetura moderna destoando dos demais prédios ao redor. Vale a visita externa, caso não curta muito arte moderna….!

Rathausplatz: onde fica o prédio magnifico da Rathaus (prefeitura)com uma praça onde nos meses de novembro e dezembro tem uma das melhores feirinhas de natal da cidade! Rende lindas fotos, é imperdível visitar de dia e também, à noite.

Parlamento: um prédio espetacular, no caminho da Rathaus. E impossível nao se admirar boquiabertos o esplendor da arquitetura do parlamento de Viena!

Volksgarten: um jardim super bonito, no centro de viena, com uma estatua de Mozart que rende fila para a foto….visite!

Karsplatz: uma praça que é ponto de referencia, bastante central.

Mercado Central: muitas opções gastronômicas, muitas barracas com produtos orientais, talvez pela proximidade do pais, praticamente ultima fronteira da Europa com o oriente. E os produtos super bem arrumados nas vitrines, as especiarias…. vale visitar o mercado de Viena!

Stephanplatz: uma rua de compras so de pedestres, que esbanja glamour, até para não se esquecer que, afinal, estamos em Viena, né?

Catedral de San Esteban, Viena: seu interior e lindo, assistimos a alguns concertos de natal, e ela fica bem no centro da Stephanplatz.
praticamente em frente onde provamos as melhores Sacher Torte de Viena!

Mariahilfer strasse: uma rua de compras menos elitizada que os arredores da Catedral de Santo Estêvão, bem extensa. E por ali, tem outra cervejaria que produz suas próprias cervejas que é a 7 Stern Braeu deliciosa, incluindo a Rauchbier (cerveja defumada) que particularmente nao gosto, mas provei e ali e muito bem feita!

Ópera de Viena: não deixe de assistir a um espetáculo. Ali se vê a diferença de como a cultura é encarada num pais desenvolvido. Por 3 euros apenas assistimos a Flauta Mágica de Mozart na Ópera de Viena. ha ingressos de todos os preços, desde 240 euros até 3 euros por pessoa. Apesar de menor que nossa expectativa, e lindo e espetacular nos detalhes, com display digital mostrando a letra da ária em alemão / inglês, bancos separados com espaço nos balcões, tudo novo, de alta qualidade. E o turista esta liberado do traje de gala: basta não estar com roupas estampadas. Então se sua roupa for discreta, você pode estar de tênis, que irá entrar e assistir o melhor Mozart de sua vida no local mais “Mozariano” do planeta!
e sempre tem evento por la, e so chegar na cidade e escolher: a compra do ingresso para o espetáculo do dia é no interior, na parte lateral, então é só escolher o que quer ver, ir e comprar na hora!

Biblioteca Nacional: belíssima da idade media, uma das mais bonita que ja vi na Europa. Mas para “inglês ver” mesmo, uma biblioteca-museu mesmo…

Monumento aos judeus: fica bem escondidinho, mas queríamos muito ver o monumento judeu que aparece no ótimo filme ” A Dama de Ouro” ate que apos perguntar muito achamos. Vale a visita ( e a assistir o filme que fala das obras de artes pilhadas pelo estado Austríaco de famílias judias apos a segunda guerra!!)

NiveaHaus: tem uma loja da Nivea (amo!!) pertinho da haupfBahnHof, nao deixe de ir!!!

Prater park: eleito a “tosqueira da viagem” …. realmente, não acho que vale a visita, só recomendo caso esteja em seu caminho, pode ter sido bacana ha décadas atras, ta bem decadente.. no inverno entao, uma tristeza que não tem cultura vintage que dê jeito… fomos no Prater no dia que fomos na casa de Gustavo Klint, a Kunsthause, chegamos tarde,ja estava quase fechando, mas ficamos satisfeitos de te-la visto só por fora, ja deu para ter ideia da proposta e conceito revolucionário da sua arquitetura.

Sacher Torte autêntica de Viena, uma torta de chocolate perfeita!
Sacher Torte autêntica de Viena, uma torta de chocolate perfeita!

Nao deixe de provar a Sacher Torte, de fato, a melhor torta de chocolate que ja comi!

Onde nos hospedamos:
ficamos em dois hotéis: um desconhecido ate então, o Austria Trend Hotel beim Theresianum , uma boa surpresa, super perto da Hauptbahnhof, quarto amplo, mercado em frente, relativamente perto do Belvedere (fomos a pé), o qual recomendo para uma estada que não se queira pagar muito principalmente porque o aeroporto tem trem direto para a Hauptbahnhof, e de la sai trem para Budapeste (pois este foi o nosso próximo destino. partindo de Viena e, depois, retornando)
Ao retornar de Budapeste, ficamos na Wien bahnhof e optamos pelo ibis Wien Mariahilf, que achei horrível e não recomendo: cheiro de cigarro, má vontade do staf, imediações com povo beeem esquisito à noite, não recomendo.
Certamente vale a pena pagar mais e ficar em outros locais.

No mais vale a pena conhecer Viena, uma cidade glamourosa que merece toda a fama que tem! Apesar de bem parecida com a Alemanha (opa! mas só que os alemães sao bem +_simpáticos…) é Uma cidade certamente imperdível na Europa!


Clique para conhecer o album de Viena:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *