As cidades de Bern e Basel na Suiça

Bern e Basel: duas cidades perfeitas para visita a primeira vez na Suíça!

Mas não se engane, as cidades diferem muito entre si! Acompanhe abaixo os detalhes sobre as duas famosas cantões Suíços!

O que fazer em BernaBern (ou Berna) e Basel (ou Basileia) são famosas cidades na Suíça, separadas por pouco mais de 1 hora de trem.
Porém são tão diferentes. E tomamos uma má decisão de ficar mais tempo em Basel que em Bern.
Não cometa este pecado! Bern e maravilhosa, espetacular, cidade inesquecível, linda em todos os detalhes, um encanto, na verdade uma das mais belas cidades que já fui neste mundo.
Já Basel é uma cidade grande, bastante sem graça (perdoe, segue aqui a minha opinião), apesar de ser mais famosa, apesar de seus 40 Museus e, claro, de seu povo polido e gentil.
São simplesmente incomparáveis.
Portanto conheça Basel, mas de preferência a fazer a sua base em Bern. Você não se arrependerá!

 

A Suíça é cara?

“A Suíça é uma cidade cara.”e o que todos diziam. em todos os blogs, todos os videos.
E eu me perguntava: mas cara quanto? Eis a resposta:
Sim! A suíça é cara! rsrsrs

Mas se você souber organizar certinho, não sairá, ao fim das contas, tão mais cara assim.
O que fazer em BernaTransporte na Suíça: Começando pelo transporte: se você se hospedar num hotel, irá receber um ticket que te do transporte grátis e ilimitado dentro de uma mesma cidade. Eu disse g r á t i s!
Nenhuma outra cidade da Europa que já conhecia, oferecia isto ao turista
Só aí você economiza, cerca de 7 euros por dia (que costuma ser o preço médio do passe diário em outras cidades europeias).

Quanto custa comer na Suíça: a dica aqui é não economizar no Hotel na hora de contratar a diária, contrate sempre com café da manhã incluído.
Ora, um bom e reforçado café da manhã no hotel, te deixará com fome só no meio da tarde, aí você faz uma refeição única no dia.
No primeiro dia, ficamos atônitos de ver os preços caros de refeição simples em restaurante, até que descobrimos um milagre chamado “Migros”!
Migros é uma rede de supermercados, presente em todo lugar (pelo menos em Basel e Bern) que tem várias opções de refeições como saladas, salada de massa, carnes, sanduiches e bebidas por preços honestos que você pode comprar e comer em um parque. Ha ainda a versão com restaurante do próprio Migros, que tem local de almoço.
E um preço justo, que deixa refeição na Suíça com mesmo preço de qualquer outra cidade europeia.
Já sobre a comida típica se você quiser experimentar o “fondue de queijo” ou um prato da famosa “batata rostie” ou “raclete” (que é diferente da raclete conhecida no Brasil) não tem jeito: tem que desembolsar algo em torno de 20 euros por pessoa….
No hotel que ficamos a batata rostie estava no café da manhã, os queijos idem, de modo que gastamos pouco de verdade com alimentação!

Preços de entrada de Museus: tem basicamente os mesmos preços de outras cidades turísticas da Europa, acho.
Nao e menos que 11, nao passa de 20 euros.

 

Transporte entre varias cidades na Suiça: ai ja é outra história e é realmente muito caro. Um absurdo de caro, não tem jeito.
Mas se tem alguma cidade que compensa cada euro gasto. Esta cidade chama-se: Bern!


Saiba mais sobre a cidade de Berna:

Todos os elogios seriam insuficientes para descrever Bern.
Fomos em janeiro. Pegamos dias lindos e frios de sol e neve.
A cidade e realmente deslumbrante!!!
E uma das cidades mais bonitas que ja fui na vida.
Começando por sua estação principal (Hauptbahnhof), que é linda, organizada, tem um mini shopping la dentro, com opção de refeições a preços decentes  (sim!  Tem uma loja do querido supermercado Migros por lá!)
Tem sempre boa música de rua em seu entorno (boa, boa mesmo, boa de verdade) e parece um mundo à parte do mundo.
As ruas de Bern se destacam pelas arquitetura medieval, com cores uniformes (o centro da cidade, em meados de 1500, sofreu um incendio, decidiram reconstruir com arenito resistente ao fogo, em tom cinza, uniformizando assim as cores dos predios), suas calçadas cobertas foram longos pórticos (como os de Bolonha), suas inúmeras fontes e lindas fontes espalhadas por toda o centro da cidade, seus canais de agua sob gradis no meio das ruas, que são disputadas por seus bondes elétricos (ou “tram”) que cruzam as torres do relogio e turistas embasbacados (como eu) com tanta beleza.
So para lembrar, a Suíça é a terra dos relógios, dos chocolates, do Ovomaltine, do Fondue de queijo…. precisa mais?

O que fazer em BernaMas o que mais tem deslumbrará é a COR e a transparência do rio Aare, que  emoldura e contorna toda a cidade, tornando-a uma espécie de  ilha:  o rio de Bern é um espetáculo inigualável, ainda mais combinado à arquitetura fantástica da cidade ao fundo,  e a vista de suas geleiras eternas, lá ao longe…!)
Fomos no inverno, mas confesso: se eu fosse no verão, com aqueles rios cristalinos de água verde esmeralda, aquele povo gentil, seria capaz de eu não voltar nunca mais.
Um sonho de cidade é Bern!

 

Dica de hotel:

Optamos por nós hospedar no Novotel Bern Expo, que não e caro, na região da Bern Expo, de tram ficava a umas 7 paradas até o centro,
Não é longe, e o trajeto é fantástico, além de ter transporte abundante (praticamente 1 tram por minuto) então, não tenha receio de ficar nesta região da Expo Bern por achar longe, vendo o mapa da cidade!
(Além do Novotel que fiquei e recomendo, tem vários Hotéis lá)

O café da manhã era ótimo, mas confesso que esperava mais de um Novotel. Mas era ótimo ainda assim: batatas rostie, seleção de queijos (suíços claro..rsrsrs)
por falar em queijo, aliás, até no supermercado achamos achamos muito caro os queijos suíços, deleite-se no café da manhã então) frios diversos,  chocolate era em pó, mas era Ovomaltine, uma criação suíça, inclusive! Voltaria a mês hospedar ali e indico!

 

O que fazer em Bern:

Bern é uma cidade tão linda, que se você quiser nem precisa fazer nada…rsrs… Basta pegar um tram daqueles gratuitos e ficar passeando e descendo nas paradas e deois se perder passeando nas margens do rio e nas pedrinhas de suas ruas da idade média.
Mas. Afinal, aqui é um blog de dicas de roteiros!… então vamos lá:

Parque dos Ursos (Barenpark: fomos no inverno, e não vimos ursos, infelizmente (por isso, oxalá em volte!) mas é gratuito e lindo, dá pra passar horas lá, até porque fica às margens do Rio Aare, o que por si só já e um prazer contemplar, e tem um bom bar com vista para uma boa cerveja!
Boa noticia: é acesso grátis!

Zentrum Paul Klee: é um prédio imperdível!  fica a poucas paradas do “Parque dos Ursos” e é um centro que sempre tem diversas exposições além da coleção do artista que foi um pintor e poeta suíço.

Rosengarten: fica perto do Parque dos Ursos, e um parque lindo e oferece outra vista de tirar o folego… falar em folego, reserve o seu para a subida (é subida mesmoooo) mas vale demais a pena assistir um por de sol lá de cima, com vista cinematográfica da cidade!

Zytglogge – É a torre do relógio fica bebem no meio da cidade, você passará por ela muitas vezes! Acesso grátis!

O que fazer em Berna
O que fazer em Berna

Fontes de Bern: com mais de 10 fontes ornamentando o centro da cidade, nos mais inusitados locais, sao um charme a parte!
Uma curiosidade: em alguns museus de Bern, ha fotos antigas que mostram as funcoes das fontes, na idade media e até meados de 1800: serviam de local para lavar roupas!
Percorra com calma e de um Google  sobre a História de cada uma, ao visita-las, caso seja de seu interesse! A gente ficou feliz só de apreciar mesmo!

Catedral de Bern (Münster): além de linda, destaque para as esculturas em sua porta principal, tem, nos fundos e aberto ao público, um grande e lindo pátio (Münsterplattform), com jardim bancos e pracinha que oferece uma vista de tirar o folego das pontes, o rio verde Aare e  de parte da cidade, tire uma hora para relaxar e apreciar a vista de Bern neste belíssimo e alto pátio da Catedral!De lá tem um elevador (seu passe diário de transporte serve para ele) para descer até a margem do rio.
Mas recomendo não descer, ainda, e sim continuar sua caminhada…..

O que fazer em BernaParlamento: Berna, apesar de menor que Zurique e Basel, é a capital da Suiça. E o parlamento é uma especie de “congresso”, um predio realmente lindo e imponente, que exibe os brasoes de todos os cantões da Suiça. Se você vem da parte de baixo da cidade, um elevador está disponivel ou ha a entrada principal pelo centro, na parte alta da cidade.
Tem  um pátio colossal que oferece uma vista incrível da cidade e se vê inclusive as geleiras dos alpes, ao longe.
Minhas dica: compre seu sanduíche, bebida e seu chocolate suíço (hahaha) no Supermercado Migros, ali perto, e almoce por lá agradecendo a Deus a oportunidade de tal momento!
O pátio do parlamento tem… Acesso grátis!
Só a visita guiada dentro do prédio é paga. (eu não fiz, não saberia dizer se vale a pena)

 

O que fazer em BernaPraças: destaque para a “Bundesplatz”, que fica animada, sobretudo a noite, ela fica perto da torre do relógio e é onde no inverno tem um rink de patinação no gelo bem legal!
E a Bärenplatz, onde tem muitos restaurantes (apesar de ser restaurante mais para turistas, foi onde conseguimos uma raclete boa por menor preço!) e sempre tem uma algazarra de pássaros, durante o dia… Lindo e magico!
Rathaus, a prefeitura, também fica num prédio super interessante. O Teatro da cidade também obvio, é um prédio lindíssimo.

Museu Histórico de Berna e Museu Einstein: elegemos este museu para visitar na cidade, e é realmente imperdível, seja pela coleção histórica suida, que retrata desde sua fundaçao, em meados do século XII, ate a os dias de hoje. Alem disso, o prédio abriga o famoso museus de Einstein. Embora haja ingressos distintos, fica mais barato se comprar um ticket conjugado para ambos.  Salvo engano saiu por R$ 19 euros o ingresso para estes 2 museus e vale muito a pena!!!
O Einstein e moderno com destaque para seu acesso, com magnifico efeito de espelhos.

Tire pelo menos 4 horas para visitar os dois museus!


Sobre a cidade de Basel.

Basel – ou Basileia – é a porta de entrada da Suíça, para quem vem de França ou Alemanha.
É uma cidade organizada, grande, bonita e o rio tem o mesmo tom verde esmeralda.
O que fazer em BaselA cidade tem fama por ter 40 museus, mas, não sei se foi a época que fomos (janeiro) não sei se tínhamos referência alta de Bern,  Freiburg e Estrasburgo, nós não gostamos da cidade.
Acredito que o desapontamento com uma cidade tem mais a ver com a nossa expectativa, do que com a própria cidade, acho.
Mas falta vida, sabe como? Ademais, a cidade é bem cara, até mesmo tomar um drink num bar é um susto.
Usamos para refeições o recurso do supermercado Migros que tem em vários locais e mesmo dentro da estação central de trem.
Acho que o frio não colabora também, visto que as margens do Rio Aare, deve ser mais bonito e animado no verão… de qualquer modo, não gostei de Basel. Não voltaria. mas gostei muito de ter conhecido!
mas se você for segue dicas:

 

Dica de Hotel:
Ficamos num Íbis Styles, muito novo, se voltasse, ficaria nele de novo.
É um hotel realmente novo (em 2019, claro), excelente estado, café honesto pra um Styles e apesar de ser uma  longa caminhada até a estação, após você se hospedar, recebe o transporte free para todos os dias de hospedagem dentro de Basel e tem tram numa esquina a alguns metros, de modo que o acesso dele, com isto, não é tão ruim.

O que fazer em Basel:

O que fazer em BaselTinguely fonte (Tinguely Fountain):  realmente interessante e vale a visita a esta obra urbana do artista Tinguely.

Catedral de Basel é realmente muito bonita, em arenito vermelho. em seu entorno há uma charmosa pracinha que, com evento na cidade, deve ser um encanto (mas estava beeeem vazia quando lá estivemos).

Centro Histórico: começa na catedral e é composto por várias ruealas, que formam pequenas subidas e descidas, com construções antigas, bem cuidadas e que oferecem vista bonito do Rio e do outro lado da cidade.

Kunstmuseum Basel: era entrada gratuita no domingo que fomos. Muitas obras bonitas, mas estava bem vazio também.

Marktplatz: é uma praça com alguma pulsação, tem prédios bonitos, especialmente o prédio vermelho onde funciona a Rathaus, que vale muito entrar até o Pátio e apreciar cada detalhe da sua exuberante arquitetura.

O que fazer em Basel - RathausMarkthalle: uma tremenda decepção, fomos na hora do almoço, apesar de várias barraquinhas com comida de vários países do mundo, achamos super. abandonado, saímos de lá com cheiro de comida. Se você for, acho que  a noite pode ser mais interessante ( e deixar melhor cheiro na roupa)

Messe Hall: moderna numa parte legal da cidade, onde tem uma outa estação de trem, que e a Bahnhof alemã. Aqui você pode tomar um trem que te leva em poucos minutos por cerca de 3 euros até a simpático centrinho comercial da vizinha Lörrach, na Alemanha!

Enfim há museus, ruas com grande comercio, bons (mas caros!) restaurantes nas margens do Reno e mil coisas para fazer, só que talvez nosso impacto foi por ter sido no inverno e por ter sido imediatamente após a fabulosa Bern.


Bate e volta de Basel:


De Basel se pode ir também, a 1 hora de trem para a encantadora Mulhouse, na França, que surpreendeu imensamente, com certeza se pudesse voltar no tempo, faria de Mulhouse nossa base!
Alem disso, se tiver tempo livre em Basel, visite o centro comercial da vizinha Lörrach, na Alemanha

Enfim valeu conhecer Basel, só teria ficado lá menos dias (1 dia inteiro talvez? rsrsrs)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *