Roma roteiro de 4 dias

Roma é como retornar ao lar! 4 Dias na cidade que melhor retrata nossa História!

Então, finalmente Roma! Mas devo dizer que tenho duas avaliações distintas.
Uma acerca das atrações turísticas, sobretudo a Roma Antiga e os museus.
E outra acerca da Cidade, enquanto espaço urbano onde circulamos os turistas.

Arcos, Roma Antiga
Arcos, Roma Antiga

Roma, enquanto cidade, fica um pouco aquém de outras grandes cidades que tive a oportunidade de conhecer na Europa. Para se gostar de Roma, o que ocorreu lá pelo terceiro dia, se precisa tempo para assimila-la, e abandonar enfim a inevitável comparação com outros centros urbanos famosos do velho continente.
Roma, lembra imensamente o nosso Brasil e alguns vicios que mantemos ainda: meio desorganizada, com muitos camelos disputando com turistas proximos aos pontos turísticos, comércio com “pegadinhas de turistas”,  ucerto descuido com as áreas históricas. Confesso que me assustou um pouvo ver a construção de uma linha de metrô que passará ao lado do Coliseu! Imaginei – sem nada entender de engenharia, claro – se isto não poderia causar algum impacto naqueles estruturas milenares…
Mas, após absorver-se este primeira impressão, dá vontade de ir ficando, de tão à vontade que nos sentimos depois de 3 ou 4 dias.

Coliseu
Coliseu

Agora, outro aspecto são os pontos históricosde de Roma, especialmente da parte da Roma Antiga. Uau!
Não se pode “partir desta para melhor” ser ver de perto o berço da civilização ocidental.
Os romanos eram mega ultra avançados para a sua época!
Lá se vê construções ainda de pé, como caso do Pantheon (o mais magnifico de todos, para mim!) de tirar o fôlego, considerando mais de 2.000 anos. O próprio Coliseu, que mantem a maior parte de sua estrutura dos anos 70 D.C. e resistiu aos saques e pilhagem, além dos terremotos ao longo de dois milênios.
O trabalho artístico nos Arcos Romanos próximo ao Forum Romano, alguns de 1 ou 2 séculos A.C, é absolutamente impressionante. Cala na alma.
Somos nós, são os nossos ancestrais, enquanto raça humana, que foram abrindo caminhos.
E os romanos, com uma maestria e dominio na arte e arquitetura, que até hoje nos deixa maravilhados e perplexos.


Vamos lá ao Roteiro. Escolhemos ficar em Roma 4 dias.
E foi pouco! Se voce gosta muito de História, não se engane, é impossivel conhecer bem Roma em 4 dias.
: (

1º Dia em Roma

Primeiro dia em solo romano, reservamos ao Coliseu.

Roma Antiga
Roma Antiga

Compramos o Roma Pass, que dá direito a 3 dias de transporte + as desconto nas atrações e gratuitdade na duas primeiras atrações visitadas.
Funcionou e recomendo, inclusive como papa-filas. Mas, ainda assim optamos por pagar pelo passeio com guia no Coliseu, escolhemos idioma espanhol e contratamos ali na fila mesmo. Que sorte tivemos e que ótima escolha!!!
A guia era excelente, italiana, porem com dominio total do espanhol, e nos deu uma aula inesquecível de História!
Aprendi ali,  in loco, com uma romana coisas que jamais esquecerei, por exemplo:
a) Não, Nero nao incendiou Roma, ela nos disse. Nero sequer estava na Cidade quando o famoso incendio comecou.
Haverá quem dirá que que ele poderia ter encomendado o incendio e saido da cena do crime… mas um incendio naquela epoca do ano, mesmo que encomendado nao teria como ser “seletivo” considerando ventos e vegetaca seca e poderia ter um desfecho fora do controle, como de fato foi:o incendio devastou várias partes de Roma inclusive as partes destinadas aos nobres, chegando aos palácios, um preço alto demais para ter sido encomendado pelo imperador.
b) Não, Nero nao jogava cristãos para os leões no Coliseu….simplesmente porque ele sequer era vivo quando o Coliseu comecou a ser construído.
O coliseu chamava-se na verdade Anfiteatro Flavio, e, por ter sido construido próximo a um lago onde havia no passado uma estatua colossal de Nero,  acabou recebendo o apelido “Colosseu”, “Coliseu”, já que substituir a estátua simbolo da gloria de Nero por um outro monumento, fazia parte da “cultura” dos imperadores, que buscavam sempre ofuscar a gloria de seu antecessor.
Logo, nos pós Nero, nada de estatuas de Nero, arrancaram a mesma e construiriam o atual Coliseu!
c) Não, os cristãos nao eram “mortos afogados no Coliseu”, nao havia agua abaixo do piso principal e sim jaulas e recintos para acomodar animais, atores e os escravos . Dali estes eram eram içados para o palco num dos primeiros projetos de elevador que se tem notícia, ou seja: toda a parte térrea do Coliseu funcionava como espécie de “bastidores”.

Roma Antiga /Coliseu
Roma Antiga /Coliseu

d) O Coliseu não era uma “arena de morte de cristãos”, o que ocorria, segundo a guia italiana, era que o Coliseu era um teatro.  Não era uma placo destinado a mortes e sim a apresentações teatrais, que poderiam sim culminar em mortes reais, mas não existiam com esta finalidade.
O Coliseu e uma estrutura de 4 andares com um tablado imenso no centro, onde ocorriam um palco de espetaculos e jogos. Inclusive, uma vala profunda separava o palco das arquibancadas: por segurança dos próprios imperadores, para não ficarem expostos aos animais e escravos que ficavam no palco.
O que ocorria é que as tais encenações tinham desfechos reais, culminando as vezes em morte ou ferimentos dos atores, escravos ou animais envolvidos.
As peças encenadas, diferent de hoje em dia, tinham cenas de verdade, infelizmente deste modo, as mortes faziam parte do espetáculo.
Em sua maioria morriam escravos, e, dentre os escravos, se tinha os novos cristãos.
Vejamos: culturalmente falando, não é, infelizmente, difícil de imaginar que a vida dos escravos não tivesee qualquer valor para os poderosos romanos. Estamos falando do século I e II D.C.  Perdoem-se a sinceridade, mas, mesmo hoje em dia: qual valor que poderosos e militares atribuem a vida de prisioneiros de guerra? E somos civilizados e evoluidos, ano 2015….  A verdade, pessoal,  é que os  erros crassos que se cometeu na Historia , nós os repetimos até os dias de hoje.
Taí a História que não nos deixa mentir… Mas resumindo: o Coliseu era um espaço de realização de diversão e e teatro meramente para divertir os romanos, e não uma arena de mortes. Estas haviam, mas não eram no coliseu. ( Segundo a guia a praça deexecução de escravos, dentre eles cristãos, e a área no entorno da Praça São Pedro, no Vaticano.

Well, entao (voltando! rs) com as explicações da guia, fomos assim conhecendo cada parte do Coliseu, e era simplesmente espetacular!

Roma Antiga /Coliseu
Roma Antiga /Coliseu

Ai cometemos um erro. Na parte da tarde reservamos para o Forum Romano e nos empolgamos tanto com a guia espetacular que nos conduziu ao Coliseu, que resolvemos  fazer a visita ao Forum Romano com outro guia da mesma agencia, uma decisao errada!
O guia no Forum Romano apenas nos roubou tempo precioso. É um espaço para ser explorado por conta propria e sem guia.
Abandonamos o grupo e tentamos recuperar o tempo, verificando as ruínas: muitas reliquias por tudo que é canto!

Complementamos o dia com a visita ao Pantheon, para mim uma das mais significativa atração de Roma! Incrível as dimensões das colunas da entrada e ainda mais incrível aquela abóbodaimensa sem sustentação de colunas! Um buraco no teto, e suficiente para iluminar de dia e – isso soubemos depois – ha um sistema no piso para a captação e escoamento da chuva, que entra por tal abertura no teto.
O Pantheon e maioremais lindo que eu poderia imaginar.
Mesmo com a lamentável tentativa da Igreja católica tentar transforma-lo em “igreja”, jamais será: ele respira até hoje ao mitológico templo de todos os Deuses!

Dali pegamos o onibus e fomos conhecer a igreja Giovani in Laterano, muito bonita e tal, mas não sei honestamente se vale a viagem…
Na sequencia  fomos conhecer a Igreja de San Pietro de Vincoli, uma Igreja beeeeem escondidinha, que precisa subir uma escada imensa, mas que compensou a pesquisa e cada degrau: comseu teto belíssimo, esta igreja guarda um tesouro: lá está uma das mais aclamadas obras do renascimento: o “Moisés” de MichelAngelo, uma opera adornando um mausoleu dentro da igreja! Que voce pode visitar gratuitamente! E para os católicos, a visita ainda reseva um plus:  lá está a corrente que acredita-se ter aprisionou São Pedro no Cárcere, uma reliquia guardada em um belo expositor. Well, se a corrente é de fato a quem usaram para acorrentar São Pedro ou não, nao saberemos. Mas a ópera de MichelAngelo vale cada um dos de 100 e tantos degraus!

Depois incluimos ainda a visita na Boca de La Verita, so para foto mesmo,porque a fila era surreal!!

Chegamos mega ultra cansadas ao fim do dia, mas comecando a crer que a viagem ja tinha valido a pena!!!

2º Dia em Roma

Santa Maria degli Angeli e dei Martiri
Sta.Maria degli Angeli e Martiri

Segundo dia, reservamos a conhecer  as praças e pontos turísticos da cidade.
As fontes: presentes em todos os cantos de roma, as fontes com agua potável sao um show a parte! Lindas e com agua abundante!
Apos enchermos as garrafinhas, seguimos o roteiro.
Metro direto para a Piazza Republica. É para quem chega por ali,um magnifico espetáculo ja que a praça e belissima, e ainda  reune mais atrações.
La vimos as Termas de Diocleciano.
Ao lado tem a Igreja de Santa Maria degli Angeli e Dei: com interior belíssimo, espetacular.  Teto e piso impactam qq visitante.
E mais, ali junto ao piso desenhado em marmore, se vê a famosa Linha Meridiana. Esta Linha Meridiana no piso da igreja associada a uma abertura no teto, serviu para consolidar o calendário tal qual o conhecemos hoje. É realmente espetacular, ver no piso da igreja, a Linha Meridiana e os simbolos dos meridianos, misturando era cristã e paganismo explicito nos signos astrais.

Piazza Spagna
Piazza Spagna

Seguimos depois  para conhecer a Piazza Spagna: well, como a famosa Fontana de Trevi estava em reforma, a turistada toda se aglomerou na lindissima Fontana della Barcaccia na praça mais “cool” de Roma, ponto central de “Roma com Amor” do W. Allen. Então turistada disputava espaço tanto nas escadas famosas, quando no entorno da fonte em forma de barco, com águas cristalinas, turquesa que ajudavam a reduzir o calor insuportavel – quase carioca – que fazia em Roma no mês de Junho (dizem que em Julho piora…. nao sei se é possivel, tava já absurdamente quente!).

Seguimos para a Igreja ainda mais bonita, Igreja de Santa Maria della Vitoria, que tem um dos tetos e altar dos mais lindos que vi em Roma!

Êxtase de Santa Teresa
Êxtase de Santa Teresa

E em Roma… não basta ser linda, tem que ter uma obra de arte!
Lá está em exposição gratuita e permanente a famosa escultura de Bernini, o “Êxtase de Santa Teresa”. Bem,  a expressao no rosto da Santa é que tornou esta escultura de Bernini tão famosa. Deveria representar Santa Teresa flechada por um anjo e experimentando assim o extase do encontro divino. Mas Bernini deu uma expressão mais humana a este êxtase, deixando a expressão de Santa Teresa, com todo o respeito, quase erótica além de um traço maio que “pagão” ao sorriso maroto do anjo…!

Fomos até a Piazza Santa Maria Del Popoli, fica um pouquinho afastada, mas vela a pena visitar!
A piazza tem um belo obelisco, duas igrejas e uma escultura belissimas de anjos com uma fonte em tamanho colossal, belissimo e grandiosa realmente.
Dali munidas de coragem (menos do que realmente precisaríamos) encaramos subir uma pequenina trilha que nos levou a Piazza napoleone, ficamos descansando muitoooo tempo, uma maratona de praças! Mas compensou: a vista que dali se tem de Roma e da praça é realmente espetacular. Banquinhos e descanso em uma parte da Via Borguese.

 

3º Dia em Roma

Museus Capitolinos
Museus Capitolinos

Um dos que mais gostei quando fomos visitar os Museus Capitolinos.
Aproveitamos para no caminho ver mais partes de ruínas na Roma antiga e admirar a bela fachada do magnifico monumento Vitorio Emanuelle erguido por volta de 1800 m homenagem aos herois de guerra e combatentes, parece um bolo de casamento, branquissimo, de dimensoes gigantescas, ornado com dois cavalos no topo, que podem ser avistados quase que de qualquer lugar de Roma, e um monumento que realmente faz jus à grandiosidade da Roma antiga, que fica logo ali, na parte de tras do monumento.
mas vamos voltar aos Museus Capitolinos!
Fica no alto, na Piazzale Michaelangelo antigamente, esta era uma praça importante para os Romanos, onde se comemorava cada vitoria de guerra, com o desfile dos vencedores.
Ali foram construidos 2 predios.
Por volta de 1500 no auge do Renascimento, encarregaram a MichelAngelo a tarefa de criar ali uma praça que fizesse jus à Historia das vitórias romanas de outrora.

Museus Capitolinos
Museus Capitolinos

O resultado foi beleza pura. Com um mosaico desenhado de marmore, formando uma flor que para mim lembra uma pinha (alias, com todo o respeito, Michaelangelo era meio fissurado em pinhas, no Vaticano tinha uma gigante numa pracinha dele tambem..rsrs. ) No centro da praça está uma estátua do Imperador Marco Aurélio montado em um cavalo, colossal! E nas escadas estátuas colossais dos imperadores.
Os dois predios que circundam a praça abrigam os Museus Capitolonos, sendo interligados entre si por belissimo subterrâneo “corredor-museu”, e têm junto s um dos mais bacanas acervos que já visitei em um museu na vida!!
Apos admirar a praça e fazermos mil fotos, entramos na ala do museu que reúne o maior acervo de antiguidades do mundo! Emocionante!!! Ali vimos arte e peças de muito antes  da era cristã, vimos muitos acervos do império romano até o começo da idade média. Espetacular.
Ate agora os Museus Capitolinos empatam em termos de emoção com o que só senti uma vez no Louvre!!!

 

Roma antiga, Circo Maximo
Roma antiga, Circo Maximo

Neste mesmo dia, fomos conhecer o Circo Massimo,  (ou, em portugues, “Circo Maximo”) o mais belo conjunto arqueológico que já  vi!
Trata-se uma área ampla (e quando se fala de “ampla” em Roma é ampla mesmo!)  onde ocorriam nas épocas pré cristãs, os jogos e corridas de bigas, que eram acompanhados pelos imperadores e pelos nobre em suas suntuosas varandas das mansoes construidas no entorno, na colina palatina.
As ruinas das mansões existente na colina palatina, apesar de restarem poucas, estao muito bem preservadas.
E o Circo Massimo é uma área descampada a qual o publico tem acesso para lazer.
Achei um espaço fantastico e as ruinas sao absolutamente maravilhosas, mostrando claramente como foi grandioso o poder de Roma, em seus áureos tempos!

 

Mercado Eataly
Mercado Eataly

Dali, pegamos o metrô para conhecer a Pirâmide, que apesar de lendária, não é lá estas coisas:  contam que um nobre muito rico prometeu sua herança somente se os familiares construissem para ele uma pirâmide apos sua morte. E não deu outra: mal o cidadão fechou os olhos, começaram a ergues rapidamente a tal pirâmide que,  dizem, é o jazigo do excêntrico italiano… E a familia segue rica por ai! rs

E demos uma esticada para jantar em um mercado de especialidades italianas, que é muito pouco divulgado mas é sensacional, recomendo: se tiver em Roma, amar gastronomia, vá!! É o Eataly Roma, (fomos em um de Bolonha tambem, li um cartaz deles que tem em outras cidades do mundo e não so na Italia…) um mercado que tem em varias cidades do mundo, mas que em Roma ocupa um predio todo!

Mercado Eataly
Mercado Eataly

Sao 4 andares de produtos italianos, que vai desde bancas de frutas e legumes, até stand com inumeros sabonetes italianos, modelos de maquinas de café e produtos para cozinha com design italiano, tem ainda livros, balas, stand so de paes, stand so de queijos, stand com frutos do mar, para levar ou degustar e ainda reune restaurantes de cada especialidade! Ali comemos uma tábua de frios da região comum ótimo Chianti e, depois, saboreamos a melhor pizza de Roma! Tudo absolutamente delicioso! Va ao Eataly Roma se estiver em Roma!!!!
Segue o site: http://www.eataly.net/it_it/negozi/roma/

4º Dia em Roma 

Piazza Navona
Piazza Navona

O quarto dia foi dedicado ao Vaticano.
Mas desafiando conselhos mil, não compramos tickets online e tampouco chegamos cedo, como rezam mil e uma indicacoes na web.
Fomos cedo e ficamos no “caminho” para enfim conhecer a belíssima Piazza Navona que abriga a Fontana dei Quattro Fiumi de Bernini que e um espetaculo, dificil descrever esta fontana de tão linda! Ficamos ali, tomamos Gelattos e fizemos fotos e somente lá pelas 11h seguimos para o Vaticano!

Vimos ainda a Igreja de “Sant’Andrea de la Valle”  que tem a 2ª  cúpula mais alta de Roma. 🙂

Vaticano, Praca de São Pedro
Vaticano, Praca de São Pedro

No caminho para o Vaticanoé onde a cidade de Roma é mais preservada, linda a avenida que onde já se avista cada vez mais perto a suntuosa cúpula da Basílica de Sao Pedro.

Fomos direto para a fila do Museu do Vaticano. Uma horda de camelôs tentava nos convencer a pagar o dobro a ter que esperar ‘2h na fila”, diziam.
Mas resistimos, ficamos na fila e 45 min depois já estávamos com os tickets comprados e entrando no magnifico Museu do Vaticano.
No versão pode ser chamado de museu-estufa!
Mas é realmente deslumbrante…! A visita comeca com revista e depois de pegar audio guias vamos para um terraco onde se ve belissimos jardim (o Papa mora muitoooo bem!!)
Ai comeca a visita.

Museu do Vaticano
Museu do Vaticano

A questao é que todos marcham numa unica direção: a Capela Sistina, que parece ser a ala final, entao se forma uma espécie de fila onde se admira as obras, mas rola uma certa “ansiedade” porque atras de voce vem a tal fila…. é muito turista por metro quadrado e o acervo do museu muito rico, riquissimo, imagine que ali é da Igreja, que era até 500, 400 anos atras de praticamente todas as colecoes de artes da Europa, entao o acervo e rico, muitos originais que se vê uma vez na vida, mas os turistas sao muitos, a pressão para voce andar é grande…rsrs
Como dizer? nao se tem a paz necessária para admirar a arte, se é empurrado pela expectativa da cereja do bolo: a Capela Sistina.

Museu do Vaticano , al das Cartas Geográficas
Museu do Vaticano

Mas, anda assim registramos com mais tempo a ala das cartas geográficas, na ala onde repousa a banheira colossal da mansão de Nero, e varias reliquias que habitam meu imaginário desde criança, que seria impossivel descrever. Apos muitas e muitas alas, com milhares de “cliques” de chineses a frente e atras, chegamos no auge , a Capela Sistina.
Well, muito bonita realmente.

Mas era tao “auge” que esperava mais.

Sem sombra de dúvida,a pintura e linda, a solucao para fazer a “diagramacao” genial, e voce realmente fica meio que de boca aberta olhando pro teto imaginando:

Museu do Vaticano , Capela Sistina
Museu do Vaticano , Capela Sistina

como pode um unico homem produzir tanta beleza, tanta arte,tantas riquezas de detalhes que é capaz de ornamentar uma sala de abóboda imensa e uma parede com tantos detalhes? Nos minutos seguintes voce se dá conta que está na sala onde são escolhidos os Papas, na importância histórica toda, que você ali testemunha.

Passamos bastante tempo ali, mesmo quando os seguranças histéricos berravam para “Stooop!!! No photo”.
E a gente ali, como quem nao quer nada, sentada descansando da maratona que foi o Museu do Vaticano… Zeus!!!

Vaticano, Basílica
Vaticano, Basílica

Ao final demos a volta contornando o muro e fomos até Praça de São Pedro visitar a Basílica de São Pedro, havia ainda muitaaaaa gente, apesar de ser fim de tarde…
A praça é enorme, maior que eu imaginava… e a Basílica de São Pedro é a mais linda igreja que já vi na vida, nunca vi tanta beleza junta em um espaço tao grande (mas muito grande mesmo, inimaginavelmente grande! E suntuoso, em cada detalhe!) E cada vez que se olhava se prestava atenção em mais detalhes, antes não visto,  seja os detalhes no teto ou na riqueza do altar, era uma coluna mais suntuosa que a outra, ou nos vãos laterais mais lindos que o outro, já que a Basilica abriga varias capelas.
Espetacular a basílica, a praça e o Museu do Vaticano.
Roma estava completa!


Para montar um Roteiro de Roma, eis 27 lugares imperdíveis que fomos e damos nota 10:

  1. Igreja San Pietro in Vincoli: é bem escondidinha, mas procure e vá, lá tem a Escultura “Moises” de Michelangelo e, para os católicos, há a relíquia da Corrente que aprisionou São Pedro no cárcere.
  2. Igreja Santa Maria Maggiore:  arquitetura imperdível, Basílica Mariana de Roma.
  3. Piazza Della Republica: tem formato de semicírculo, ali nesta praça ficam 2 atrações  que cito abaixo, logo, é imperdível
  4. Termas Diocleciano: tem linda fachada, de onde se avista suas ruinas
  5. Basilica di Santa Maria degli Angeli e dei Martiri: belíssima, é visita imperdível, mesmo porque abriga a Linha Meridiana, que serviu para embasar nosso atual calendário, funcionando com uma abertura no teto, que permitia que a luz solar indicasse os solsticíos de inverno e verão na linha,marcando os meridianos.
  6. Igreja Santa Maria della Vittoria“:  bonita Igreja imperdível por abrigar o ” O Êxtase de Santa Teresa” de Berbini” a famosa estátua que retrata uma santa em êxtase, o qal Bernini fez ficar muito parecido com algo sensual, carnal, tanto o rosto em êxtase quanto as feições do anjo são mais para carne que para espírito!
  7. Piazza Spagna: imperdível, pois alem de ser paisagem do filme “Roma com Amor”, abriga a fontana de la barcante , uma fonte lindissima em forma de barco, a piazza reune turistas todo o dia, no entorno da fonte e em suas belas escadarias! La em cima  tem a Igreja Trinità dei Monti, que dizem dá vista paroramica de Roma, mas nao subimos, nao posso indicar….
  8. Piazza Maria Del Popolo: linda, com seus belo obelisco e cercada por duas belas igrejas e  fonte imensa e belissima, fica perto do Jardim Borguesi e de suas belas portas flaminias. Além disso, dá acesso a escadaria + trilha para se chegarbela (e escondida) Piazza Napoleone ( ha nas igrejas afrescos de Caravaggio,mas estava fechada)
  9. Piazza Napoleone: onde se tem vista panorâmica de Roma e um belo parque, que se liga ao jardim Borguesi
  10. Fontana di Trevi: apesar de estar em reformas quando fomos, seu entorno é “roma pura”, respira turistas, lojinhas, restaurantes, imperdível obvio, com ou sem reforma! : (
  11. Piazza Navona: uma das mais lindas de Roma, fica meio que no caminho para o Vaticano: imperdível visitar a Piazza Navona! Que abriga da Fontana dos Quattro Fiumi
  12. Fontana dei Quattro Fiumi: espetacular, deBernini, é para contemplar com tempo de sobra, e depois tomar um gellato pela praça Navona, retratando os 4 importantes rios da Italia!
  13. Igreja San Giovanni in Laterano: muito bonita por dentro, alémd e ficar um pouco mais afastada do centro, vale ir até lçá para se ter dimensão da Cida de Roma.
  14. Coliseu : dos anos 70 D.C. nem precisa dizer que é o ápice de qq viagem a Roma, não é? : )
  15. Palatino: Monte com os palacios e as ruínasem frente ao Circo Massimom, imperdível!!!
  16. Forum Romano e Foruns imperiais: era coracao economico e politico,onde reuniam-se os grande Imperadores de Roma. Os Arcos Romanos neste espaço sao magnificos!
  17. Mercado de Trajano e Vila Alessandria : ainda que seja passada rápida, vale a pena!
  18. Pantheon: de 27 A.C é imperdível! Depois do Coliseu e o mais espetacular dos monumentos romanos!!!Templo de todos os Deuses, teto redondo e sem viga de sustentação!
  19. Monumento Vittorio Emanuelle II: este, de 1885, você verá o tempo todo o “bolo de casamento” com os grandes cavalos adornando o predio.
  20. Museus Caopitolinos: absolutamente fantástico, imperdível, seja pelo seu acervo ( o mais antigo de Roma) seja pela sua belissima praça projetada em 1500 e tal por MichelAngelo, mantendo no centro Marco Antonio em seu cavalo, suntuoso! Lindo demais esta colinha e museus, de seu terraço se tem bela vista de Roma!
  21. Vaticano: recomendo ir de ônibus e voltar a pé ou vice versa!
  22. Museu do Vaticano: belissimo  deve ser, depois do Louvre, o mais importante museu da história! E eu apogeu e a Capela Sistina 
  23. Capela Sistina: apesar de ficar dentro do Museu do Vaticano, sendo uma de suas últimas alas,  é um espetáculo à parte, seja pelo seu teto, seja pela sua importância dentro do papado e do proprio Vaticano!
  24. Basílica de São Pedro: pense em algo gigantesco e belissimo, magnifico, lindo? É A propria!
  25. Praça San Pedro: imensa, tomada de turistas, a qualquer dia ou qualquer hora!
  26. Castel Sant’ Angelo: linda a vista do Vaticano e de Roma naquele ponto, volte a pé do Vaticano e passe por ele!
  27. Bocca della Verità: fomos, mas…se fugir muito do seu roteiro, honestamente, não vale a visita, não
  28. Mercado Eataly Romavocê até pode ir a Roma e não passar na Pirâmide, que fica perto…. mas por favor, vá ao Mercado Eataly de Roma! Espetacular, vá a tarde, porque os restaurantes abrem de 18h as 24h!

Fotos:
Roma:

Bolonha:

Vaticano:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *