Munique em 4 dias.

Munique, ao sul do país, é um cartão postal perfeito do que a Alemanha reserva!

Majestosa Fraunkirfche em Marienplatz
Majestosa Fraunkirfche em Marienplatz

Talvez, minha impressão sobre a Alemanha tenha sido forjada na grande paixão que nutro por História. Mas o fato é que fiquei mega-ultra bem impressionada com este espetacular país! Em todos os sentidos.
Hoje vou falar um pouco de Munique.

Terceira Cidade em nosso roteiro “Alemanha no Natal” feito em 2014, chegamos de Nuremberg, nosso destino anterior, gastando pouco mais de 1h de trem.
Expressão maior da Baviera, Munique se destaca ao Sul do Pais, um cartão postal perfeito do que a Alemanha reserva!

Arco do Triunfo
Arco do Triunfo Munique

Reservamos por um otimo preço o Mercure (apesar de ter amado o Bairro, eu nao gostei deste Mercure e portanto nao o indicaria) e ficamos no charmoso bairro Schwabing, a apenas quatro estações de metrô da Marienplatz e das principais atrações turísticas de Munique ou a apenas meia hora de uma caminhada pela Ludwigstrasse, a meu ver, obrigatória em qualquer roteiro: por ser uma via em linha reta, repleta de prédios de belíssima arquitetura, que desemboca direto no suntuoso “arco do triunfo” (que diga-se de passagem, nao perde em nada para seu primo mais famoso, o francês) e o majestoso Residenz, o imensoooo palácio dos antigos reis da Baviera!

Feira de Natal Marienplatz
Feira de Natal Marienplatz

Nossa chegada se deu em 21 de Dezembro (ainda sem neve, com 3 graus) e ali, em plena estação de metrô Schwabing, já fervilhava uma das muitas Feiras de Natal de Munique.
E o melhor: como no inverno na Alemanha lá pelas 5h da tarde já é noite, acabávamos curtindo por muito mais tempo as Feiras de natal e suas delícias…. Ou seja, era uma festa todos os dias que começava de tardinha, até cansar!

 

Munique – Primeiro dia:

Residenz
Lateral do imenso Residenz

No primeiro dia, decidimos começar por uma caminhada completa a partir de Schwabing , seguindo Pela Ludwigstrass, culminando com o “Arco do Triunfo” Alemão, a Universidade de Munique (sao dois suntuosos e imensos prédios que ocupam os dois lados da rua), e conhecendo os jardins da imensa ( e imensa mesmo….!) lateral e fundos do Residenz.

Simplesmente espetacular!
Seguindo em linha reta, chega-se a praça Odeon, entrando na lateral, se chega aos biergardens.

Biergardens
Biergardens

Os Biergardens, um parque Imenso Que reúne alemães e turistas para caminhar e tomar cervejas em grandes mesas compartilhadas, que, em dezembro, se transforma em mais uma feira de natal, sem perder o charme e permanecendo um point de passeios de alemães, que vão para correr (e eles correm, faça chuva ou sol, seja abaixo de zero e com gelo no chão!) ou para passear com cachorros, andar de bike ou simplesmente tomar cerveja com os amigos.

Com ou sem feira de natal esta rotina é mantida!

Odeon Platz com os famosos leões
Odeon Platz com os famosos leões

Logo depois, seguimos para o Odeon Platz, o famoso prédio de colunas romanas guardadas pelas famosas esculturas de leões, onde Hitler costumava discursar para os trabalhadores e simpatizantes do partido social nacionalista antes de galgar o poder.
Apos fotos neste marco histórico, seguimos rumo ao coração de Munique, a Marienplatz!

Ora…. Basta Chegar à Marienplatz para se ter idéias da grandiosidade de Munique!

Marienplatz é a praça mais pop de Munique!

Feira de Natal na Marienplatz
Feira de Natal na Marienplatz

A Marienplatz é uma grande praça (bastante similar à belga Granplace), rodeada por construções espetaculares, das quais se sobressai a belíssima Catedral Frauenkirche, uma das mais lindas e suntuosas Igrejas que vimos na Alemanha, que, junto a antiga prefeitura (Rathaus), reconstruída, apos uma guerra Segunda, com base em sua arquitetura original medieval, é mais um dos muitos registros históricos da Cidade. É onde se realiza, Como não poderia deixar de ser, a principal Feira de Natal de Munique!
E por ali terminamos a noite brindando com muita cerveja Alemã, é claro! 🙂

Segundo dia:

Patinação de gelo Karlsplatz
Patinação de gelo Karlsplatz

No segundo dia optamos por comprar bilhete diario e seguir de metrô Até um Marienplatz: dali saímos para conhecer a famosa rua das compras, a Sendlingerstrasse e o impressionante Sendlinger Tor, o antigo portao da cidade, remanescente do ano de 1300.
Ali perto, no inverno, o chafariz dá lugar a uma pista de de patinação no gelo, que pode ser apreciada do segundo andar de uma cervejaria, de modo que se pode passar hora ali vendo a turma patinar tomando uma boa Cerveja Weiss da casa!
Well… eu passaria semanas vendo o povo patinar, com tais cervejas a menos 1 metro de distância!

Viktualienmarkt
Viktualienmarkt

Mais Adiante, coroando o passeio, fica mais uma das imperdíveis atrações de Munique: o Viktualienmarkt, que reúne vários stands de comida, incluindo restaurantes típicos alemães (ou nao) de comida artesanal, barracas com frutas, onde preparam e vendem sucos feitos na hora, alem de existir varias fontes que permitem lavar e comer na hora as frutas vendidas em diversas barracas, além de várias barracas de doces, de temperos, de carnes, de bebidas do mundo topo…enfim: o Viktualienmarkt é uma outra festa, dentro da festa! Agora: imagine um mercado como este plena Época do natal? Inesquecível. Mesmo!

Trenzinho de natal
Trenzinho de natal

Para completar o roteiro do segundo dia, fechamos com uma volta no trenzinho de natal, que atrai crianças e adultos para uma volta completa na cidade com duração de 30 minutos mágicos, por apenas 2 euros! O trenzinho tem decoração natalina, toca, obviamente, musiquinhas de natal, enquanto percorre a cidade, e conta até com “serviço de bordo” com venda de guloseimas de natal! Pena que so tenha durado meia horinha!

Logo após, fomos visitar o English Garden, aproveitando um pouco da feira de Natal ali existente.

English garden com feira de natal
English garden com feira de natal

Mas na verdade, esta parte de Munique eu gostaria de voltar a visitar em pouca diferente do natal. Me pareceu que uma festa natalina naquele espaço pode macular o brilho do que pode ser o English Garden em outras épocas do ano.
Terei de voltar! : )

Terceiro dia:

No terceiro dia, a cidade estava ainda mais festiva.
Era dia 23 de Dezembro, muitas atrações a ser vistas ainda em nosso terceiro dia.

Maximilianstrasse - Maximilianeum
Maximilianstrasse – Maximilianeum

Fomos em direção ao Deutsche Museum, margeando o Rio Isaar, até avistar um majestoso prédio público lindo e gigantesco do qual se tinha visão privilegiada a partir da ponte Maximilians Bridge. E o mais impressionante: naquele trecho, o Rio Isaar era limpo, de águas cristalinas, em plena Cidade, inacreditável, não é?!

Caminhamos um pouco em uma ponte sobe o Rio Isaar, com excelente vista para a Igreja de São Lucas, linda, em meio a construções belíssimas. E a arquitetura de Munique é impressionante, bem como suas dimensões.

Na Cidade, o Rio Isaar: transparente
Na Cidade, o Rio Isaar: transparente

Logo depois, fomos visitar o Deutsche Museum apesar de imenso e com conteúdo para mais de 2 dias para se apreciar cada uma das muitas e interessantes exposições, não é bem um tipo de museu que nos atrairia, então la ficamos menos de meio dia, o que nos deu alguma sobra de tempo para concluir com folga o roteiro do terceiro dia.

Seguimos para a Konigsplatz, para conhecer de perto as grandiosas construções, que com dois prédios acrescidos pelo partido nazista, passaram a servir como escritório do partido e até mesmo um escritório do próprio Hitler quando em Munique.
Todos com grandes colunas românicas, com grandes dimensões, características dos prédios públicos de Munique, que, com o majestoso pórtico de entrada, dão ainda mais suntuosidade a Königsplatz.
Quase em frente, vê-se o Obelisco.

Allianz Stadium
Allianz Stadium

No fim da noite, tomamos um trem e apos 30 min chegamos ao Alianz Stadium, que ao cair da tarde fica ainda mais lindo, pois se tem a oportunidade de ver as luzes se acendendo, um pequenino espetáculo, realmente lindo! Só que, cariocas que somos, achamos que o Maracanã é maior! : )

Já a noite, na volta, o melhor:
desembarcamos no metrô na Marienplatz e de lá seguimos a pé para conhecer a maior cervejaria do mundo, a famosa Cervejaria Hauffbrauss ou simplesmente, a HB!
Ir-se a Munique e não passar na HB, já seria, por sí só, algo imperdoável! E não tomar umas por lá então…

Cervejaria HB - Hofbräuhaus München
Cervejaria HB – Hofbräuhaus München

A cervejaria é realmente incrível! Vários e imensos salões cheios, música alemã ao vivo, com músicos vestido à caráter, com roupas típicas (e detalhe: tomando muita cerveja enquanto tocavam!!!)! Há a lenda que até o próprio Hitler por vezes ia ali discutir politica entre um caneco e outro de weiss! Quem sabe?
A Decoração é mega legal, destaque para o teto, que é lindo, com afrescos pintados à mão, o ambiente é festivo, muito animado, com cerveja boa a preço honesto (canecos de 1L a 4 euros!!!) e comida boa! Na HB eu comi o melhor (e maior!) pretzel da viagem! Esta cervejaria HB é realmente uma festa! Alguns dirão “Ah! mas é mega clichê de turista” É sim! Porem, taí um clássico turístico imperdível! Visitando Munique, reserve para a HaufBrauss uma noite ou fim de tarde inteiro e seja “bavaremente” feliz!

Quarto dia:

Theresienwiese
Theresienwiese

No quarto dia, é que veio a difícil decisão: vamos até Theresienwiese, conhecer a área onde ocorre a Oktoberfest ou nos deslocamos até Fussen, para conhecer o idílico Castelo de Neuschwanstein? Bem, a data pesou bastante, afinal, era dia 24 de dezembro e, muito possivelmente, o Castelo de Neuschwanstein, pela data, teria a chance de não ter qualquer movimento, inclusive perigava não abrir para visitação neste dia…
Além de que, estávamos ficando cansadas, preferimos então ficar por Munique mesmo e visitar Theresienwiese.
Porém, como íamos preparar uma ceia de Natal no quarto, tiramos a manhã toda para irmos a um (ótimo!) supermercado no bairro Schwabing, onde compramos um bom vinho tinto espanhol por menos de 15 euros, queijos, frutas vermelhas, pães, pastinhas e de sobremesa barras grandes de Milka por 1,19 (inacreditável!) sem faltar os biscoitos de natal e uma fatia de stollen !!!
E foi uma delícia de ceia de Natal da Bavária!

Alemaes brindam ao Natal e ao sol
Alemaes brindam ao Natal e ao sol

No dia 24 tinha uma magia especial. Com sol e um céu azul belissimo, apesar de fazer apenas 5º, havia vários bares com mesas na calçada repletos de pessoas sentadas, tomando champagne e vinho branco, em um clima de confraternização entre amigos, já de manhã! Nos deparamos com  esta cena inclusive no centro. Muito legal! Possivelmente dia 24 era feriado, e, sendo véspera de natal e com sol… só poderia resultar em um dia feliz!
Após as compras no supermercado, tomamos o metrô rumo a Theresienwiese.

Theresienwiese é impressionante, com dimensões gigantescas, é realmente imensaaaaa a área onde ocorre a Oktoberfest!!!

Theresienwiese
Theresienwiese

Mas estava bem deserto por lá, entao aproveitamos para conhecer o monumento da estátua da Baviera. Curiosidade, apenas: chama-se “Theresienwiese“, “Campo de Terese” porque se celebrou neste local o casamento de Luís I com a princesa…Teresa!
Saímos de lá no fim da tarde e tentamos encontrar um bar aberto. Sorte nossa, achamos uma ótima cervejaria onde ficamos até pouco mais de 20h, quando então fomos conferir os quitutes da Ceia-Inn! Fotografamos e tudo, afinal Ceia de Natal na Alemanha, com chocolote suíço, vinho espanhol, no friozinho de 0º no coração de Munique, infelizmente, não dá para repetir todo ano. Mas que pelo menos por uma vez iremos repetir, ah isso vamos! : )

Konigsplatz
Konigsplatz

Partindo deMunique…sniff…!

Ja no dia 25 foi dia de fechar Hotel e,  já saudosas do Sul da Baviera, rumar para a HauptBahnHof em direção a Heildelberg, nosso próximo destino!
Importante frisar que dia 26 é feriado nacional em toda a Alemanha).

De verdade? Munique é uma Cidade maravilhosa, encantadora, colossal. Cidade para se ir e voltar mais de uma vez. Especialmente, merece um roteiro com no mínimo 4 dias. Fizemos o que foi possível em 4, mas com certeza faltou visitar e fazer muitas coisas, portanto reserve pelo menos 5 dias para conhecer a encantadora e linda Cidade de Munique! Nós voltaremos!


Atualização: em dezembro de 2016 voltamos a Alemanha, numa viagem entre Viena, Budapeste e  Leipizig, ficamos em Munique por 3 dias e tivemos a oportunidade de visitar o Residenz por dentro e o campo de concentração e Dachau. Ambos, imperdíveis, cada qual por seu proprio aspecto. Agradeço ao universo pela oportunidade de voltar e completar estes dois locais maravilhosos da Baviera, que não tínhamos conseguido visitar da última vez!
Visite Dachau, um verdadeiro aprendizado para a vida…. e visite p Residenz para conhecer mais sobre a incrível História da Alemanha antes da República de Weimar!


Fotos:

Clique para conhecer o album de Munique:

7 thoughts on “Munique em 4 dias.

  1. Paulo disse:

    Parabéns pela viagem, deve ter sido maravilhosa mesmo, e o pais realmente e surpreendente. Estou montando um roteiro de 25 dias pela Itália, Alemanha e Áustria e sua dicas de Munique estão sendo importantes. Grato.

    1. admin disse:

      Que Bom Paulo, ficamos mega felizes que nossas dicas possam ter ajudado de algum modo a montar esta sua viagem, que tá dando água na boca aqui. Depois nos diga como sera seu traslado Astria x Italia, pois pensamos em uma proxima viagem fazer estes dois paises! Um Abraço fraterno!

  2. William disse:

    A descrição de sua viagem é ótima. Iremos nesse Natal de 2016 para lá. Suas dicas são preciosas! Parabéns!

    1. admin disse:

      Obrigada William! Será um fim de ano mágico, você verá, tenho certeza! Parabéns, ótima viagem e depois conta aqui como foi tudo! Só um detalhe que acresci e pode fazer diferença na hora de você fechar seu roteiro é que dia 26/12 é feriado nacional na Alemanha. Então, como as atracões (como o Palacio) ficam fechadas, pode ser interessante usar estes dia (alem do dia 25) para se locomover, não é? OU descansar mesmo,naquele paraíso! Abraço fraterno!

  3. admin disse:

    Alex,estive novamente em Munique este ano e ratifiquei a primeira impressão: é uma cidade bem cara com relação a outras excelentes cidades alemas. Todo o centro acho bastante caro, diria que é a cidade alema mais cara.
    Logo, acabará consumindo um valor maior na hospedagem, não se tem muito para onde “fugir”. Infelizmente…
    Desta segunda vez, fiquei num hotel mais central, a 2 quadras da Hauptbahnhof e relativamente próximo da Marienplatz, onde ha a principal feira. O Hotel nao foi tao caro, porem a rua do Hotel nao era lá a das melhores e o hotel, apesar de ser da rede Accor, fica muito aquém de outros da mesma rede, muito cheiro de cigarro, abafado, não indicaria para quem vai em familia nao…
    Voce irá com bebe: talvez um pouquinho fora do centro possa ser mais agradável para viagem em família: ano passado ficamos no “bairro” bem perto do centro chamado Schwabing que foi bem mais agradável que estar hospedado dentro do centro propriamente dito… e la tb tem mercado de natal. De transporte publico voce chega rapido ao centro e à Marienplatz, onde tem a feira principal de natal.
    Talvez, por a cidade ser cara, e voce ir com bebe (presumo que farão mais passeios durante o dia) não estar exatamente no centro em Munique, pode não ser má ideia….
    Abracos e boa viagem!

  4. Mariana disse:

    Oie tudo bom!? Amei amei amei seu roteiro estou indo para Munique amanhã! Queria te fazer uma pergunta esse trenzinho de natal onde eu consigo pegar ? Você se lembra ?
    Um beijo e muito obrigada por compartilhar toda essa informação! Você está ajudando muita gente 🙂

    1. admin disse:

      Puxa Mariana, tava viajando pela Alemanha de novo! E infelizmente nao consegui te responder a tempo nao é? Que pena. O trenzinho era numa praça, nao lembro o nome, salvo engano é numa praça onde tem um dos Portoes antigos da cidade, um tor. Mas, e voce? Conseguiu pegar o trenzinho? Gostou do natal na Alemanha?
      Já já publicaremos + dicas de natal e ano novo mesclando Berlim e Potsdam que torna a estada nos hotéis + econômicas e serve ainda como “desvio” para quem nao curte muito o tumulto de réveillon se tem nas grandes cidades, como em Berlim por exemplo.
      Conte depois como foi sua viagem, eu tenho certeza que foi incrivel! Conta pra gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *